Loading...
O Eurythmia2017-10-05T19:42:11+00:00

Eurythmia significa Harmonia, Equilíbrio e Proporção.

Perspectivando já a mobilidade geográfica tão actual no mundo de hoje, e depois de ter desenvolvido uma enriquecedora experiência profissional na Eurythmie Internationale, em França, Teresa Stewart fundou, em 1988, a Eurythmia Portugal, a primeira escola no Porto especializada no ensino da língua inglesa a crianças a partir dos 2 anos de idade.

O Eurythmia, desde o começo que se especializou em preparar crianças para ingressar nos principais colégios de língua inglesa do Porto, e rapidamente se tornou numa escola bilingue de referência.

O nosso sucesso foi conquistado não apenas devido a uma grande experiência no domínio da formação em línguas e no recurso a pessoal docente altamente qualificado, mas também, e principalmente, devido ao desenvolvimento de programas inovadores e aos princípios pedagógicos em que assentam os pilares da nossa filosofia.

Desde o seu início que o Eurythmia, para além do Jardim de Infância, tem também a vertente de Instituto de Línguas (com preparação para os exames de Cambridge), e em 2007 teve início a Academia de Música, com aulas de música, guitarra, violino e piano para os mais novos.

Face ao elevado potencial do Colégio, em 2010, iniciou-se um novo período. A gerência foi alterada, mas a equipa pedagógica orientada por Teresa Stewart, manteve-se, assim como a qualidade pedagógica vinculada ao nome Eurythmia.

Joana Silva e Cunha, passou a ser a nova sócia-gerente, partilhando da mesma ideologia e filosofia existentes. Com o objetivo de dar continuidade ao ensino inovador e de prestígio, e em paralelo fazer crescer o Colégio Eurythmia, preparou e desenvolveu um novo projecto que teve início no ano lectivo de 2011/2012.

Este projeto passou por ampliar e remodelar as instalações já existentes do Jardim de Infância e abrir novas valências: Berçário e Creche.

Em paralelo, foi também aumentado o leque de oferta de atividades extracurriculares para crianças, oferecendo atualmente: Instituto de Inglês, Violino, Piano, Guitarra, Ballet, Natação, Karaté, Gymboree e Storytelling.

Estas alterações vieram melhorar as condições físicas do Colégio e alargar as ofertas, não comprometendo o ambiente familiar e de qualidade que sempre caracterizou o Eurythmia.

As crianças são fantásticas, são ternurentas e curiosas e os mais brilhantes e imaginativos pensadores. Eu nunca sei em que direcção eles me levam, mas o que eu sei é que não há nada que eu preferisse fazer do que segui-las. Maria Montessori

MISSÃO

Educar as crianças em parceria com a família e proporcionar um ambiente seguro, acolhedor, e próximo da Natureza, onde a criança seja encorajada e tenha liberdade de escolha para ser a “protagonista” da sua própria aprendizagem, de modo a serem capazes de se afirmarem na sua vida pessoal e profissional.

VISÃO

Ser reconhecido como um centro de educação de referência, com uma oferta de serviços diferenciada e de qualidade elevada, contribuindo activamente para que as crianças desenvolvam uma forma de pensar flexível, sejam autónomos, criativos, capazes de comunicar e reflectir, sempre com um espírito alegre e tolerante.

VALORES

Individualidade / Liberdade / Responsabilidade Respeito / Confiança / Qualidade Dedicação / Segurança / Inovação Familiaridade

Aquilo em que acreditamos, traduzimos no nosso conceito de educação….

“Não faças as coisas por mim, ensina-me a fazê-las sozinho!”

É uma máxima de Maria Montessori, presente em todo o seu trabalho desenvolvido com os mais pequeninos.

Desde 1988 que a missão do Eurythmia tem sido ajudar a desenvolver a personalidade global das crianças que acolhe no seu espaço familiar.

Conscientes das problemáticas do mundo atual, sentimos que devemos complementar os modelos de ensino tradicionais com uma visão mais holística de outras filosofias de educação alternativas, como por exemplo: Montessori, Waldorf e Reggio Emilia, indo buscar um pouco a cada uma delas, aquilo que consideramos o melhor para uma educação pré-escolar mais completa e equilibrada.
Para nós o mais importante é fazer com que a criança se sinta segura, amada e respeitada. Apenas desta forma, eleva a sua auto-estima e aceita uma disciplina educacional necessária para uma vida em comunidade.

Acreditamos que cada criança é dotada de uma criatividade natural única. O nosso papel como educadores é ajudar e incentivar as crianças a descobrir e explorar a sua própria imaginação, e trabalhar com elas partindo daquilo que está no seu mundo interior.
É este método de ensino que torna o Eurythmia uma escola especial, que potencia o crescimento intelectual, moral e espiritual de cada criança.

A importância do Espaço

No nosso colégio, empenhamo-nos em criar um espaço onde as crianças, durante os seus primeiros anos de formação, possam crescer e aprender num ambiente saudável e harmonioso.

Acreditamos que apesar da sua frágil aparência, as crianças não são fracas nem indefesas. Como tal, não devem ser completamente dependentes do adulto, e as coisas não devem aparecer feitas, devemos ensinar-lhes antes a fazerem por elas próprias.

É por essa razão, que os espaços foram cuidadosamente pensados e preparados de forma a criar um ambiente seguro, estimulante, no qual as crianças se sintam integradas no trabalho desenvolvido, e percecionem o mundo à sua volta através dos sentidos.
Através de uma área ampla e criteriosamente organizada criamos as condições necessárias para que a criança se desenvolva a nível cognitivo, e também social, física e moralmente.

Numa sala de aula do Colégio Eurythmia, tudo está disposto de acordo com uma lógica e significado e os materiais didáticos são cuidadosamente selecionados de forma a estimular a criatividade e o sentido estético.

Recorremos a vários materiais Montessori, em especial na sala do 4 anos, onde existe toda uma área dedicada a este tipo de materiais, por acreditarmos que são excelentes para potenciar o desenvolvimento das crianças a vários níveis.

As diferentes cores, texturas e conceitos, e a utilização de materiais reais, transmitem uma variedade de experiências sensoriais e oportunidades únicas de descoberta às crianças. Criámos um espaço com alma, onde a criança se sinta curiosa, com vontade e gosto em aprender e conhecer o que o mundo que a rodeia.

A importância da responsabilidade, independência e autonomia

Se por um lado promovemos a liberdade das crianças, procuramos ao mesmo tempo que tenham presente o sentido de responsabilidade e independência.

Encorajamos as crianças a serem independentes e autónomas em tudo o que fazem, para que desenvolvam desde cedo uma sólida autoconfiança.

Sabendo que cada criança é um ser único, o trabalho pedagógico realizado respeita o ritmo próprio de desenvolvimento de cada uma, tendo em conta a sua personalidade individual.

A sua autonomia é conquistada através de momentos de descoberta, criatividade e liberdade de escolha. Desde a mais tenra idade que a criança é encorajada a aprender a “saber-fazer” sozinha.

Deixamos que sejam elas a sugerir e a escolher algumas atividades que queiram fazer, aproveitando as suas ideias, interesses e curiosidades como ponto de partida para trabalhar as competências adequadas ao grau de desenvolvimento em que se encontram.
Quando terminam alguma atividade, as crianças são ensinadas desde cedo a limpar e a arrumar aquilo que utilizaram, deixando os espaços e materiais preparados para serem usados pelas crianças seguintes. Ensinamos as crianças a serem respeitosas, educadas e delicadas umas com as outras, criando um espírito de interajuda.

Acreditamos num ensino vertical, em que de uma forma organizada, promovemos a interação entre as crianças de diferentes salas e valências, atingindo desta forma benefícios que não conseguiríamos se estivesse cada grupo isolado em projetos distintos.
A heterogeneidade de idades e o intercâmbio entre as várias faixas etárias, proporciona e incentiva autoestima às crianças mais velhas, e estimula o desenvolvimento das mais novas. As crianças mais velhas são encorajadas a ajudar as mais novas a resolver problemas, o que desenvolve o seu sentido de responsabilidade. Por outro lado, as mais novas aprendem e procuram imitar as mais crescidas, o que potencia o seu desenvolvimento.

A nossa escola é um “todo” e o trabalho de equipa, tanto de crianças como de profissionais, é uma constante.

Cada criança é um ser único e especial. Dar-lhe a oportunidade de se descobrir a si próprio, com as suas capacidades e talentos inatos, ajuda-os a formar uma personalidade saudável. O papel dos nossos educadores é simplesmente serem um orientador, um guia, no caminho dessa descoberta interior.

A importância do respeito

O respeito, as boas maneiras e o saber partilhar devem ser as bases essenciais da formação social de qualquer criança.

O nosso trabalho desenvolve-se no sentido de aceitar o outro, respeitando a sua personalidade e o seu espaço e despertando assim o convívio social.

É por essa razão que desde cedo, promovemos o respeito e carinho por eles próprios, pelos amigos, por todas as pessoas e pelo meio ambiente que as rodeia.

A importância do Inglês

Há mais de 20 anos que o Eurythmia é conhecido pelo seu sucesso e qualidade, no que refere à preparação de crianças que continuam o seu percurso nas conceituadas escolas Internacionais do Porto.

Para muitas crianças, o seu primeiro contacto com a língua inglesa acontece na nossa escola. Como tal, temos vindo a manter um staff de docentes bilingue, ou seja, a partir da sala das crianças de 1 ano, em cada sala há uma educadora de infância que fala em Português com as crianças e uma Professora de Inglês e/ou especializada no ensino de Inglês que em conjunto com a educadora, e de acordo com as capacidades de cada criança, irão desenvolver um trabalho diário com as crianças em inglês.

A nossa filosofia consiste em introduzir gradualmente a língua inglesa, de forma natural, suave e progressiva.

À semelhança do que acontece com a aprendizagem da língua materna, as crianças começam a ouvir repetições de palavras em Inglês, associam a imagens, e repetem através de canções ou ritmos. Desta forma vão criando, gradualmente, uma familiarização com o vocabulário básico.

O nosso objetivo não é apenas a preparação das crianças que seguem para os colégios internacionais, mas acima de tudo é a importância que damos ao início da aprendizagem de uma segunda língua na infância. Essa aprendizagem potencia o desenvolvimento intelectual, criando ao mesmo tempo uma facilidade e aptidão para falar outras línguas futuramente.

A importância do trabalho conjunto com os pais/família -uma Escola Aberta

No nosso colégio, acreditamos que o trabalho desenvolvido com as crianças, deve ser complementado com o “trabalho” dos pais em casa, com vista ao melhor desenvolvimento das crianças e de uma intervenção mais eficaz junto de cada uma delas.
Como tal, desde sempre, procuramos criar um conceito de “escola aberta”, em que os pais são convidados a participar em vários momentos da vida escolar dos seus filhos.

Incentivamos assim a participação das famílias no processo educativo das crianças e na sua história de vida. Como tal, desde o primeiro momento que as educadoras estabelecem uma boa relação com os pais de cada criança no sentido de haver uma constante troca de informação sobre elas, de forma a que o trabalho da escola possa ser completado com o trabalho em casa e vice-versa.

A importância de sermos uma segunda Família

A grande mais-valia do Eurythmia, para além do que já referido anteriormente, é o facto de ser muito mais do que apenas uma escola.

É uma segunda casa, onde damos um carinho e atenção especial a cada criança, e onde o seu filho/filha ganhará conhecimentos, aprendizagens e força que estarão presentes pela sua vida fora.

A nossa maior ambição é desenvolver crianças felizes que gostem de descobrir e compreender o mundo que as rodeia, crianças independentes, que peçam ao adulto para lhes ensinar a fazer tudo sozinhas e crianças autónomas com capacidade para iniciar e seguir o desenvolvimento de tarefas.

Temos como objectivos educativos:

  • Desenvolver a capacidade de comunicar e reflectir;
  • Criar momentos que favoreçam a criatividade da criança e desenvolvam a sua imaginação;
  • Estimular as capacidades de cada criança de forma a encontrarem diferentes respostas para o mesmo problema;
  • Proporcionar novas experiências e desafios para que a criança tenha consciência dos seus limites e talentos como ser individual, e ao mesmo tempo, ajustar-se como membro de um grupo;
  • Apoiar e promover as suas necessidades de expressar a realidade, através do “faz-de-conta”, teatros, música e movimento;
  • Permitir que a criança escolha os temas sobre os quais quer trabalhar.
  • Observar a criança e os seus interesses de forma a criar melhores oportunidades de aprendizagem;
  • Desenvolver um ensino vertical, em que as crianças de diferentes salas e idades interajam em vários momentos;
  • Estabelecer disciplina através de reforço positivo;
  • Incentivar a participação das famílias no processo educativo das crianças e na sua história de vida, estabelecendo relações de efectiva colaboração com a comunidade;
  • Promover uma alimentação saudável e equilibrada.